QUAL MARCA TE MARCOU?

Como o mundo está passando pela Revolução da Excelência, falamos muito sobre o tal de branding – falamos sobre sites de branding, conteúdos de branding, estudos de pesquisa de branding e até eventos específicos de branding. A essa lista pode ficar cada vez maior.

Mas o que é Brand, em português traduzido para a palavra "Marca"? Não o que queremos dizer com o conceito de marca, mas o que a palavra realmente significa? Qual o significado literal da palavra "Marca"?

Se você ainda não sabe a resposta, pode ser que considere óbvia. Devemos lembrar, em primeiro lugar, que a palavra marca no Brasil, deriva da palavra norte-americana brand e esse termo por sua vez deriva da palavra nórdica antiga “BRANDR” ou “Queimar” e refere-se à prática de marcar gado, que remonta mais de 4.000 anos ao Vale do Indo. É claro que a marca evoluiu ao longo dos séculos - desde fazendeiros reivindicando suas propriedades, artesãos reivindicando crédito por seu trabalho, fábricas reivindicando seus produtos, até empresas afirmando que seus produtos eram melhores que outros.


Hoje em dia estamos discutindo temas muito mais complexos e pensamos no que marcamos, como marcamos e porque marcamos. Mas, apesar de todas os conceitos e teorias, a marca no século XXI ainda é sobre se apropriar. A única questão é que esse “se apropriar” não está mais relacionado apenas as propriedades e produtos. Trata-se de possuir uma cultura enraizada em valores, trata-se de possuir colaboradores e talentos do mercado, trata-se de quesitos muito mais abstratos como a confiança e a lealdade do cliente que se mantém fiel por suas palavras, ações e histórias.

Atualmente, os consumidores têm mais informações e mais opções do que nunca. A menos que as empresas possam oferecer produtos muito superiores ou preços muito mais baixos que os da concorrência, é difícil se destacar no mercado tão saturado de produtos de qualidade similares. O sucesso não é mais determinado por quem tem o maior orçamento de publicidade ou o logotipo mais reconhecível. É determinado por quem faz as maiores Conexões Emocionais.

Enquanto os líderes de marketing continuam a entender como a marca funciona na era digital, muitas marcas estão com problemas. Mas não é a primeira vez. Mais de uma vez, especialistas declararam que a marca está morta. Ainda assim, como super-heróis e vilões de novelas, ela nunca fica morta por muito tempo. Na verdade, a marca pode ser mais importante hoje do que nunca.

E você? Como anda sua Marca nesse mundo?

Pense nisso e não perca os próximos Posts onde vamos nos aprofundar mais na Conexão Emocional e na Fidelização do Cliente.




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo